April 28, 2019

180º #cura

Pelas mãos dos Apóstolos realizavam-se muitos milagres e prodígios entre o povo. Unidos pelos mesmos sentimentos, reuniam-se todos no Pórtico de Salomão; nenhum dos outros se atrevia a juntar-se a eles, mas o povo enaltecia-os. Uma multidão cada vez maior de homens e mulheres aderia ao Senhor pela fé, de tal maneira que traziam os doentes para as ruas e colocavam-nos em enxergas e em catres, para que, à passagem de Pedro, ao menos a sua sombra cobrisse alguns deles. Das cidades vizinhas de Jerusalém, a multidão também acorria, trazendo enfermos e atormentados por espíritos impuros e todos eram curados. (Atos dos Apóstolos 5,12-16)
A Igreja continua a obra de Jesus (“pelas mãos dos Apóstolos realizavam-se muitos milagres e prodígios entre o povo”) e “uma multidão cada vez maior de homens e mulheres aderia ao Senhor pela fé”.
A Igreja crescia porque era lugar de cura, hospital para pecadores. A Igreja cresce quando é uma casa que acolhe e não julga, que ama e não condena, que cura e não excomunga.
Uma coisa é certa: Ele quer que a tua vida dê uma volta de 180º. Quer curar a tua vida.
Lembra-te, pessoas magoadas, magoam pessoas.
Pessoas curadas, curam pessoas.

“Deus nunca se cansa de perdoar, somos nós que nos cansamos de pedir a Sua misericórdia” (Papa Francisco, Evangelii Gaudium 3)

More episodes

Load more